Cartas de Amor – Luísa

Olá Luísa, Um dia, há quase década e meia, escrevia-te assim: Fresh starts Vinte e quatro horas. Daqui a 24 horas tem início o tal resto da tua vida que canta o outro. Ancorada num passado recente e tempestuoso, cheio de vagas dissonantes, começa a nova e tão ansiada etapa. Amanhã regressas à cidade queContinue a ler “Cartas de Amor – Luísa”

Cartas de Amor – Amores maiores

Inevitável. Incondicional. Irracionalizável. Explicar este amor é um exercício de futilidade. Há pouca coisa que não consiga, com maior ou menor esforço, passar a verbo. O amor que vos tenho é a excepção. Amo-vos porque sim. Porque não escolhi amar-vos, porque quando soube de vós já se me tinham misturado na massa do sangue eContinue a ler “Cartas de Amor – Amores maiores”

Cartas de Amor – Judite

Sabes, Judite, eu gosto de ti. Não sei, há coisas na vida que devem ser epidérmicas, que não se entendem e que não se explicam. Conhecemo-nos em viagem, dividimos quarto, conversas e afetos por duas semanas e por circunstancial que pudesse ter sido, ficou um querer bem até hoje, apesar no meu ghosting… Quero saberContinue a ler “Cartas de Amor – Judite”