. da tranquilidade

é como se o oceano tivesse perdido as marés.

é como se a luz se suspendesse em partículas.

é como se um véu de silêncio cobrisse as curvas do horizonte.

é como se as folhas das árvores se aquietassem sem ar que as mova.

é um raro momento de vagar – de suspensão – em que o universo se alinha e coincide.

. e tudo é nítido na pausa de uma respiração quando os teus olhos caem dentro dos meus .

alinhamento perfeito entre o Sol, a Lua e a Terra – eclipse de 3 de Outubro 2005

Publicado por M.

Uma mulher. Um corpo, uma mente, um coração, uma alma. Dura, carinhosa. Desconfiada, crente. Chorosa, sorridente. Uma mulher, todos os mundos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: