Blog

Blue Notes

O jazz é feito de notas azuis, um semitom abaixo da música mortal. À mistura com ritmos sincopados, chamada-e-resposta, swings, poliritmos e improvisações… Melodias e silêncios que se articulam ao sabor do humor da noite, acompanhados pelas vocalizações dissonantes do scat singing. Se o jazz fosse a minha vida, eu seria o sax tenor que ora nas fileiras de uma big band perdida nas quintas-feiras do Cotton Club.

Ode ao vício

Dois lábios que se selam à volta de um cilindro de esponja e aspiram. A boca que se abre para empurrar o fumo áspero em direção aos pulmões. O instante de suspensão que aprisiona a nuvem de químicos encostada aos alvéolos. A exalação lenta onde o prazer da dependência é mais óbvio. Arrebatar prazer daquiloContinue a ler “Ode ao vício”

Shards

Propósito. Há quem tenha descendência. Há quem creia em deuses. Há quem navegue pela vida sem consciência ou intuito. Há quem veja a quotidianidade como uma folha de papel azul de vinte-e-cinco linhas que toca carimbar a selo branco para que se cumpra. E há aqueles que tudo querem e – por isso – tudoContinue a ler “Shards”

Uma vida sem paixão

Soa a filme classe B, livro da Harlequim, canção romântica sem circulação comercial. Mas acompanhem-me lá no exercício – o que teria sido a vossa vida se não tivessem a capacidade de se apaixonarem. A premissa parece óbvia, logo na linha de partida. Quase todos responderíamos “se não fosse capaz de me apaixonar, nunca tinhaContinue a ler “Uma vida sem paixão”

Circum navegação

Começou com a polpa dos teus dedos no meu pescoço. Logo abaixo da garganta, naquela cova onde batem as emoções. Deixaste-te ficar por aí algum tempo, numa dança entre o indicador e o médio que, sem nunca parar, me ia tomando o pulso. Afundaste os olhos nos meus e ficaste à distância de um sopro,Continue a ler “Circum navegação”

A carregar…

Something went wrong. Please refresh the page and/or try again.

Music is a journey. Jazz is getting lost. 

– John O’Farrell in ‘The Best a Man Can Get’ (1999)